skip to Main Content
(44) 3029-5309 der@dernegocios.com.br (44) 99923-4544      

AVALIE QUANTO VALEM SUAS MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

D&R Negócios - Avaliação de Máquinas e Equipamentos

Fazer a Avaliação de Máquinas e Equipamentos de uma empresa é útil em múltiplas situações como:

  • para realizar sua alienação;
  • em caso de fusões, aquisições ou cisões;
  • para leilões, seguros, garantias ou penhoras;
  • para avaliações patrimoniais e reavaliação de ativos imobilizados.

A avaliação de máquinas e equipamentos está baseada em critérios estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) por meio da Norma Brasileira (NBR) 14653 que diz respeito à Avaliação de bens. São utilizadas especialmente as partes 1 e 5 dessa normatização, dedicadas respectivamente a “Procedimentos Gerais” e “Máquinas, equipamentos, instalações e bens industriais em geral”. A primeira apresenta diretrizes gerais sobre definições, classificações de bens, estratégias de coleta e tratamento de dados sobre os mesmos. Já a parte quinta normatiza procedimentos e metodologias específicas para avaliação de máquinas e equipamentos.

Método Comparativo Direto de Dados de Mercado

A avaliação desses tipos de bens pode ser realizada pelo Método Comparativo Direto de Dados de Mercado. Esse toma como parâmetro o valor de venda de bens já usados, semelhantes ao avaliado. As diferenças entre o bem avaliado e o que lhe serve de comparação são niveladas a partir de adequações que consideram: diferentes funções contempladas; desempenho operacional; estrutura construtiva e itens opcionais, por exemplo. A capacidade de efetuar essas adequações de forma precisa é um dos aspectos que garante eficiência na mensuração do valor. A análise dos detalhes pode determinar diferenças altas quanto ao valor da máquina ou do equipamento.

Juntamente com o método Comparativo utiliza-se também o Método de Custos. Sua especificidade é a de tomar como parâmetro o valor de bens novos, semelhantes ao avaliado. Ao valor do bem novo aplica-se uma taxa de depreciação para chegar ao valor do equipamento em avaliação. A taxa de depreciação a ser aplicada é calculada a partir da metodologia de Ross-Heidecke. Essa determina o coeficiente de depreciação a partir da Tabela de Depreciação Física de Ross-Heidecke que oferece valores de referência que variam de acordo com a vida útil do equipamento e de seu estado de conservação.

Laudo de Avaliação

O valor da máquina e/ou do equipamento é apresentado em Laudo de Avaliação. Esse documento deve apresentar no mínimo os seguintes itens:

  • identificação do solicitante;
  • finalidade do laudo, quando informado pelo solicitante;
  • tipo de avaliação;
  • identificação e caracterização do bem avaliado (conforme parte 1 da NBR 14635);
  • diagnóstico do mercado (conforme parte 1 da NBR 14635);
  • indicação de metodologia utilizada;
  • especificação da avaliação – indicar a especificação atingida com relação ao grau de fundamentação;
  • resultado da avaliação e data de referência, com explicitação da finalidade objeto, tipo de valor e alcance da avaliação;
  • Qualificação legal completa e assinatura dos profissionais responsáveis pela avaliação

Além dessas informações, o laudo ainda pode conter outros itens como: pressupostos, ressalvas e fatores limitantes, conforme Parte 1 da NBR 14635; e, tratamento de dados e identificação do resultado com explicitação dos cálculos efetuados, e justificativas para resultado adotado.

Avaliação de Máquinas e Equipamentos | D&R Negócios

Preencha o formulário abaixo. Em breve entraremos em contato através dos dados presentes em sua solicitação.




Como Conheceu a D&R Negócios:

Back To Top