skip to Main Content
(44) 3029-5309 der@dernegocios.com.br (44) 99923-4544          

O que é Ebtida ?

O Que é Ebtida ?

O  EBITDA é um indicador muito importante no mercado de fusões e aquisições e também de avaliação de empresas. Se você quiser entender melhor o conceito de EBTIDA confira nosso post!

O que é Ebitda

O EBITDA é um indicador internacional muito usado em transações de fusões e aquisições, também chamadas operações de compra e venda de empresas, bem como em processos de avaliação de empresas (valuation). Trata-se de uma sigla que pode ser lida como se escreve, EBITDA, ou pronunciada como “ebidá”, e significa em inglês:

E – Earning  –  Lucro

B – Before – antes (sem considerar)

I –  Interest – Juros

T – Taxes – Impostos sobre o lucro

D – Depreciation – depreciação

A – Amortization – amortização

Mas, a sigla EBITDA está traduzida para o português como LAJIDA (Lucro Antes de Juros Impostos Depreciação e Amortização).

Assim, o EBITDA é a diferença entre as receitas e os custos e despesas da operação, sem as deduções de depreciação, as despesas financeiras com juros e amortização, e impostos sobre o lucro, conforme o exemplo.

 Cálculo de EBITDA (só para ilustrar)
Receitas brutas de empresa fictíciaR$1.000
(-) Impostos sobre a receitaR$100
 (=) Receitas líquidas R$900
(-) Custos operacionais*R$ 250
(-) Despesas operacionais**R$ 300
EBITDAR$ 350

*Custos: gastos diretamente relacionados com a produção

**Despesas: gastos relacionados às outras áreas

Em síntese, o EBITDA é uma medida absoluta de desempenho operacional expressa em valor. E tornou-se um indicador de uso internacional justamente porque desconsidera os impostos sobre o lucro, taxas de juros, amortização e depreciação, que mudam de país para país. Assim sendo, é uma forma de padronizar a avaliação de desempenho operacional das empresas independentemente do país onde estejam.

Em virtude de sua precisão, tornou-se uma medida de comparação de desempenho operacional muito usada também no mercado nacional para operações de compra, venda e avaliação de empresas.

Porque o EBITDA só considera a diferença entre receitas e despesas/custos operacionais:

Como já mencionamos, esse indicador  é calculado a partir da diferença entre as receitas e os custos e despesas da operação, sem considerar a depreciação, as despesas financeiras com juros e amortização, e impostos sobre o lucro justamente porque é uma medida de comparação operacional. Assim, interessam para seu cálculo apenas elementos com as seguintes características, a saber:

1.Que se referem à gestão dos investimentos operacionais

Portanto aqueles que fazem a empresa “funcionar” e são comparáveis entre negócios semelhantes.

2. Que são controláveis pelos gestores

Afinal, se o EBITDA considerasse variáveis não controladas por eles, como os impostos, por exemplo, já não seria uma medida operacional neutra e própria para comparações.

3. Que transitam pelo caixa da empresa

Com efeito, para o negócio, importa o capital diretamente relacionado com a operação da empresa. Se parte do dinheiro dela está aplicado em um imóvel e gera  receita de aluguel, por exemplo, esse valor não será computado por não estar ligado à operação propriamente dita.

Por que a Depreciação não é considerada no EBITDA ?

A depreciação é um gasto operacional que não representa saída de caixa e não é controlável pelos gestores já que a forma de calculá-la é diferente entre os países, por isso, é desconsiderada no cálculo do EBITDA.

Por que as Despesas financeiras ficam de fora do EBITDA?

As despesas financeiras com juros e amortização não são um custo da operação propriamente dita, mas do capital que financia a operação. Assim, tanto a origem do recurso financeiro para manter a empresa quanto seus custos não importam para o EBITDA, que captura apenas os resultados da operação, independentemente de como está financiada.

Inclusive porque as despesas financeiras  (juros e amortização) dependem da estrutura de capital definida para a empresa, o que é uma decisão dos sócios, não dos gestores, e pode variar muito entre países.

Por que os Impostos não entram no cálculo ?

Os impostos sobre o lucro não são controláveis pelos administradores porque variam conforme as regras fiscais de cada país, a compensação de prejuízos registrados em anos anteriores, e a existência ou não de incentivos fiscais locais/regionais. E, com dissemos, o EBITDA desconsidera variáveis que não possam encontrar termos de comparação.

Agora que você já está craque em EBITDA,  já pode entrar em contato conosco para tratar sobre  Compra, Venda e Avaliação de Empresas 

Mas, se quiser saber mais sobre Ebitda, pode gostar também desses nossos posts: 

Saiba como  usar o EBITDA a favor de sua empresa

Qual a diferença entre lucro líquido e EBITDA ?

Tudo que você precisa saber sobre o EBITDA 

 

Av. Bento Munhoz da Rocha Neto, 632 – 5º andar, sala 502 – Zona 07 – Centro Empresarial Átrium – Maringá – PR

(44) 3029-5309 / 9 9923-4544 

Linkedin / Linkedin – Page Company  / Fanpage  /D&R no Youtube 

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top