skip to Main Content
(44) 3029-5309 der@dernegocios.com.br (44) 99923-4544          

Teste de Impairment: solução para empresas saberem quanto realmente tem de ativos

Impairment Test

As empresas precisam avaliar seus ativos para contabilizá-los com o valor correto no Balanço Patrimonial. O Teste de Impairment existe justamente para assegurar esse registro contábil adequado e garantir que as empresas saibam quanto realmente possuem em ativos. Em muitos casos esse teste é obrigatório, mas, mesmo quando não é exigido legalmente, é muito útil às empresas. Nesse artigo, você vai entender melhor o que é o Teste de Impairment, como é realizado; conhecerá casos em que é obrigatório e as muitas outras situações em que é útil. Além disso, trataremos também sobre o tipo de profissional que você deve procurar para aplicação do teste de Impairment e as legislações que o normatizam. Boa leitura!

O que é e para que serve o Teste de Impairment ?

O Teste de Impairment garante que as empresas saibam quanto realmente tem em ativos na medida em que avalia os ativos que geram resultados para contabilizá-los com o valor correto no Balanço Patrimonial. Quando o ativo não sofreu desvalorização, pode ser contabilizado por seu valor original. Mas se o ativo sofreu depreciação é necessário indicar seu valor recuperável, registrando contabilmente a perda.

Desse modo, o objetivo do teste de Impairment é mensurar a redução do valor recuperável de um ativo e assegurar que não seja registrado contabilmente por um valor superior àquele que pode ser recuperado, por meio de seu uso ou de sua venda.

O termo impairment pode ser traduzido para o português como deterioração ou desvalorização. E sua aferição também é conhecida como Teste de Recuperabilidade ou Imparidade.

Saiba como funciona e como se faz o Teste de Impairment

Para reconhecer se um ativo está desvalorizado ou não é importante comparar seu valor recuperável com seu valor contábil. Se o valor recuperável for menor do que o valor contábil, houve desvalorização. E, assim, o valor recuperável  deve ser contabilizado no Balanço Patrimonial.

Teste de impairment: saiba o que é, para que serve e como funciona

O valor contábil de um ativo é o custo de compra original menos a depreciação acumulada.

Já o valor recuperável é o maior valor entre o valor líquido de venda e o valor de uso. O valor líquido de venda é o seu valor de mercado, já com dedução de despesas de venda, como os preços de transferência dos ativos, de comissões, entre outros. O valor em uso é o valor presente dos fluxos de caixa futuros que podem ser gerados pelo uso desse ativo. Nem sempre é preciso determinar o valor líquido de venda e o valor em uso de um ativo para aferir sua deterioração. Basta que qualquer um desses valores exceda seu valor contábil para se atestar inexistência de desvalorização.

Contudo, se qualquer um deles (valor líquido de venda ou valor em uso) for menor do que o valor contábil, aí houve desvalorização, logo, será preciso calculá-la. Para isso, realiza-se o Teste de Impairment a partir da associação de dois métodos, que são:

  • O método do valor em uso;
  • O método do valor líquido de venda.

Saiba como funciona o método valor líquido de venda

O método valor justo líquido de venda estima o valor de venda do bem, subtraindo todo os custos como comissão, transferência, etc. Analisa, desse modo, os dados técnicos sobre o ativo em si. Por isso, para aferi-lo, é obrigatória a realização de uma vistoria técnica do ativo. Por meio dela se faz o levantamento de informações como vida útil do bem, seu estado e valor de descarte. Esses dados devem ficar registrados no Laudo de Avaliação.

Saiba como funciona o método valor em uso

O método de valor em uso afere o valor do ativo por meio da análise de informações econômico-financeiras da empresa e do mercado. Por meio delas projeta os ganhos (fluxos de caixa) que a empresa terá no futuro com o uso desse ativo ao longo dos anos. Depois, essa rentabilidade futura projetada é trazida a valor presente por meio da aplicação de uma taxa de desconto, seguindo a lógica do método de valuation Fluxo Caixa Descontado. Para garantir confiabilidade, o avaliador precisa apresentar e justificar suas projeções e a escolha da taxa de desconto aplicada.

Uma vez aferido o valor do ativo a partir dos métodos mencionados, o maior valor entre o de venda e o de uso equivale ao valor recuperável do ativo. 

EXEMPLO DE IMPAIRMENT PARA UM ATIVO INDIVIDUAL

Fonte: Curso de Impairment, ministrado pela Premier Cursos

A que tipos de ativo o Impairment se aplica ?

O Impairment é aplicado a ativos relevantes de longo prazo ou duração, como, por exemplo: investimentos societários; imobilizado de longa duração vinculado às operações, intangível, entre outros. As normas para o teste não exigem aplicação a ativos de curto prazo como estoque, por exemplo.

É importante mencionar que nem sempre é possível mensurar o valor de venda ou em uso de alguns ativos de longo prazo, se considerados individualmente. Isso porque sua capacidade de gerar riqueza pode estar atrelada a outros ativos da empresa. Nesse caso, considera-se não o ativo propriamente dito, mas a unidade geradora de caixa, isto é, o menor grupo de ativos que gera as entradas de caixa resultantes de seu uso contínuo. Por exemplo, uma entidade de mineração tem uma estrada de ferro particular que dá suporte a suas atividades. Essa estrada não gera entradas provenientes de uso e só pode ser vendida por seu valor de sucata (valor residual). Embora não seja possível estimar seu valor recuperável, pode-se aferi-lo em relação à unidade geradora de caixa a que pertence, ou seja, a mina como um todo.(Fonte: Curso de Impairment, ministrado pela Premier Cursos).

Quando se aplica o Teste de Impairment ?

O Teste de Impairment anual é obrigatório para grandes empresas, com receita bruta anual superior a R$ 300 milhões ou ativo total acima de R$ 240 milhões, conforme regulamenta a Lei Nº. 11.638/07. Mas há muitos outros casos em que o teste beneficia a empresa, mesmo sem ser obrigatório.

Ele pode, por exemplo, ajudar a estimar o valor recuperável de um ativo em casos como:teste de impairment

  • obsolescência
  • reestruturação
  •  venda parcial de ativos;
  • baixa performance econômica;
  • liquidação da empresa;
  • depreciação acelerada por uso em vários turnos.

Conheça as legislações que regulamentam o Teste de Impairment

O Teste de Impairment atende às Normas Contábeis Brasileiras e foi definido pelo pronunciamento técnico CPC 01, que trata sobre o registro contábil dos ativos de uma empresa. Esse está em correlação às Normas Internacionais de Contabilidade – IAS 36 (IASB). A edição de Lei nº 11.638/07 foi o primeiro passo para a convergência das normas brasileiras ao padrão adotado internacionalmente. Já os laudos de avaliação do teste estão normatizados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Que tipo de profissional realiza o Teste de Impairment ?

O teste pode ser realizado por profissionais com conhecimento e experiência nas áreas contábil e financeira, que, preferencialmente, tenham realizado cursos de Impairment. Além disso, o prestador de serviços deve conhecer as normas que regulamentam esse teste. E precisa garantir a existência de profissionais capazes de realizar vistoria técnica de ativos (método valor líquido de venda). É essencial ainda domínio das normas sobre os laudos cabíveis no Teste de Impairment.

Agora que você já conhece o teste de Impairment e entende as múltiplas aplicações que ele pode ter, fica mais fácil avaliar como pode ser útil para sua empresa. Então, que tal fazer um contato conosco e realizar um teste de Impairment ? Podemos te ajudar a entender melhor a realidade de seu negócio. Se preferir, pode nos contatar por Whatsappwhatsapp-d&r negócios.

 

D&R Negócios Avaliação Compra e Venda de EmpresasAv. Bento Munhoz da Rocha Neto, 632 – 5º andar, sala 502 – Zona 07 – Centro Empresarial Átrium – Maringá – PR

(44) 3029-5309 / 9 9923-4544 

Linkedin / Linkedin – Page Company  / Fanpage  /D&R no Youtube [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top